sexta-feira, 27 de abril de 2012

Charles Bronson com seu carisma na chuva e The Doors com sua música na tempestade

O mestre bigodudo esbanjador de versatilidade interpretativa protagoniza mais uma exumação! Dessa vez, vamos para algo completamente diferente... Charles Bronson é um sujeito durão e violento que não mede esforços para cumprir seus desígnios, inclusive espancar meliantes indefesos! É, eu tento enfeitar o pavão, mas não dá: Charles Bronson é fato imutável, é uma verdade tão constante quanto a sábia letra da música de Rogério Skylab: banheiro de boteco pé sujo jamais terá papel higiênico no momento de maior necessidade!

Charles Bronson e seu jeito especial com as mulheres


Mas deixando o desespero evacuatório nos bares pra lá, eis a surpresa, caríssimos! O filme de hoje é uma produção ítalo-francesa de 1970 dirigida por René Clement. E é um policial diferente, sem explosões, perseguições de carro e pouquíssimos tiros! E essa pérola ainda tem toda aquela atmosfera misteriosa de filme europeu! A história trata de uma belíssima francesa ruiva cuja mãe é caçadora de maridos alcóolatra e o marido é um machão italiano à moda antiga, com crises de ciúme e que tais. Em uma terça-feira fatídica, nossa heroína é perseguida por um maluco tarado na estrada que invade sua casa. Depois de ser estuprada pelo pinel, ela consegue assassiná-lo e despejá-lo no mar. E Charles Bronson, O Americano, vai investigar.

Melancolia triste e melancólica

Como a mulher não quer que ninguém saiba os horrores por que passou naquela noite, ela comete o terrível engano de se negar a cooperar com o bigodudo durão. E, a partir daí, tome jogo de gato e rato estilo Inquisição Espanhola: Melancolia (é o nome da ruiva!) sofre horrores na mão do sádico policial cujo hobby preferido parece ser embriagar mocinhas com uísque, fingir que vai atirar na cara delas e arremessar nozes na vidraça! Capitão Nascimento não faria melhor!

Charles Bronson e seu carisma especial com as mulheres


Ah, querem saber o nome do filme? "Le Passager de la Pluie", ou "O Passageiro da Chuva". Ou, melhor ainda, "Rider On The Rain", como ficou conhecido em inglês. Segundo o Imdb, foi da atmosfera dessa obra que surgiu a inspiração pro Jim Morrisson compor "Riders On The Storm"!

Quem diria, Charles Bronson influenciando a última música dos The Doors gravada em estúdio por Jim Morrisson antes dele ir morrer na França! Sinistro!

Segue trecho de Rider On The Rain":


E, claro, "Riders On The Storm"!

3 comentários:

  1. Larga o dedo vôvô !!!!

    Cordeiro Miliciano Disléxico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKkkkkkKKKKK


      Disléxico pápápápummmm !

      Excluir